6 designers gráficos para seguir no Instagram e na vida.


6 DESIGNERS GRÁFICOS PARA SEGUIR
NO INSTAGRAM E NA VIDA.


Que existe muita gente boa e que leva jeito para design gráfico a gente já sabe, mas existem aquelas que se destacam e criam referências e esbanjam originalidade em criar, que só poucos conseguem né? E para ajudar a você a aumentar os favoritos de referência visual boa, se liga na lista de perfis grandiosos que separamos para você.


1. Zachary Smithh – @zacharysmithh: Ele divulga quase que todo diasuas criações e inspirações/ rascunhos. Ótima referência para quem gosta de lettering e tipografia.

2. Mary Kate Mcdevitt – @marykatemcdevitt: Linha bem colorida e cute criada por Mary, mostra um lindo painel de cores e formas orgânicas no instagram e em seus trampos.

3. Asia Pietrzyk – @asiapietrzyk: cores e geometria caem no gosto da designer de Estocolmo! Essa conta não dá pra deixar de seguir: são trabalhos lindos, delicados e muito inspiradores.

4. Rubens LP – @rubenslp: brasileiro, o rapaz manda muito bem com cores e ilustração!

5. Daniel Aristizabal - @Darias88  Artista colombiano, designer gráfico e ilustrador descreve seu trabalho como "surrealismo pop". Saturado com referências modernas,  tons retrô e surrealistas com padrões geométricos lindos.
 

6. Designer e Lettering pró Lauren Hom @HOMSWEETHOM

Ela é Designerfundadora do lettering blogue que é um ótimo lugar para caçar referências visuais para a sua apresentação ( cof, cof) oDailyDishonesty.com. A conta no instagram mostra o que ela faz no blog, bem como a sua paixão por lettering, design, viagem e muito mais.


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Os sites que todo apaixonado por design deve conhecer!


OS SITES QUE TODO APAIXONADO POR DESIGN DEVE CONHECER!


Precisando de Design Inspiration? Separamos 10 sites que vão te ajudar na hora de procurar ótimas referências e ideias para seus trabalhos.

1. Behance.

Um dos portais mais conhecidos por hospedar portfólios e inspirações sobre design.

2.  Booooooom

Portal cheio de designs modernos. Mais voltados para branding, os portais colocam as novidades sobre como design e branding andam juntos, lado a lado.

3. Brand New: The B-Side

Além de conteúdos sobre marcas o site Campsite é ótimo para procurar referências segmentadas.

4. Campsite

Voltados puramente para todos os tipos design.

NOSSOS FAVORITOS!

Designspiration

Design is Kinky

Designers go to Heaven

FFFFound!


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

 

Minecraft, games e o mundo das apresentações.


MINECRAFT, GAMES E O MUNDO
DAS APRESENTAÇÕES.


Se você tem filho, sobrinho ou afilhado, você já ouviu falar em Minecraft. O game virou febre no mundo todo, já vendeu mais de 60 milhões de cópias e está disponível em diversas plataformas (Windows, Mac, Linux, Xbox 360, Xbox One, PlayStation 3, PlayStation 4, iOS e Android). Somente no Youtube, há mais de 40 milhões de vídeos sobre o tema.

Preste Atenção!

A grande sacada do Minecraft é que ele transforma crianças (e por que não adultos?) em pequenos designers. É isso mesmo! O game permite a criação de cenários e objetos a partir de formas geométricas (quadrados e retângulos). O jogo foi criado pelo sueco Markus Persson, conhecido como Notch. Ele criou seu primeiro game aos oito anos de idade. Trabalhou na King, criadora do Candy Crush e, em 2009, fundou a Monjang. O Minecraft chamou tanto a atenção que foi adquirido pela Microsoft.

Não é brincadeira, não!

E por que tanta euforia? O jornalista André Forastieri, em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, soube explicar isso como ninguém. " É um jogo que, genialmente, transforma a sua simplicidade em poder para o usuário”.

Para a designer de jogos Jane McGonigal, é mais do que isso. Os games tornam possível trabalhar questões como inovação, resiliência e superação, além de criatividade e cooperação. “Pois isto mostra que gastando todo esse tempo jogando, estamos na verdade mudando o que nós somos capazes como seres humanos. Estamos evoluindo em direção de uma espécie mais colaboradora e amigável. Isto é verdade. Eu acredito nisto”, explicou em um dos TEDs mais visto da história.

Se você torce o nariz para esse universo, pense um pouco mais. Os games podem servir, ainda, de inspiração para a sua próxima apresentação. “O Minecraft tem no Design o seu core. É um Lego Digital cujo limite é a imaginação. É claro que isso pode ser levado para o Powerpoint. Pode-se usar figuras geométricas para criar hierarquia, por exemplo. Abusando um pouco mais da criatividade, que tal transformar aquele organograma tradicional em um jogo de pebolim?”, desafia Nelise.

E então? Topa essa partida?


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

[BLOQUEIE A AGENDA!!!] Os cursos que você não pode perder em julho e agosto.


[BLOQUEIE A AGENDA!!!]
Os cursos que você não pode perder em julho e agosto


A Salamarela despede-se de Junho com ótimas recordações – e não só das festas juninas! O país ganhou novas turmas de criativos, ávidos por alcançar resultados com suas apresentações envolventes. Nosso álbum de fotos inclui turmas em escolas e empresas.

NOVAS TURMAS!

Ingressamos no segundo semestre com mais dois cursos na agenda:

 

APRESENTAÇÕES EFICIENTES.

Formatado especialmente para a São Paulo Digital School, esse curso ensina como criar uma narrativa mais interessante para suas apresentações corporativas ou de prospecção. O curso acontece nos dias 18, 19, 20, 22, 26 e 27 de julho, das 9h às 12h. Saiba mais aqui.
 


SIMPLES ASSIM

A dobradinha DESIGN + STORYTELLING volta à House of Learning em Agosto. As aulas acontecerão nos dias 08, 09, 10 e 11, das 19h30 às 22h30. Saiba mais aqui.

E TEM MAIS!

Você sabia que:

  • A Salamarela tem um portfólio de cursos? Clique aqui e saiba tudo que a gente pode fazer por você;
  • Você pode levar qualquer um dos nossos cursos para a sua empresa? Além do treinamento ser adaptado à sua necessidade, e são trabalhados cases que remetem à realidade da sua companhia. Peça uma proposta!

RESULTADO GARANTIDO.

A Salamarela acredita que ambientes intimistas facilitam e aceleram o aprendizado. Por isso, nossas turmas são pequenas, o programa combina atividades práticas com teoria e nossos professores estão sempre por perto. Inscreva-se já!


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Afinal, qual a sua história?


AFINAL, QUAL A SUA HISTÓRIA?


Uma boa história é o cerne de qualquer material, independente do formato. É esse o principal elemento para se criar conexão com a sua audiência.

 

Em “Sobre a Escrita”, o mestre do terror Stephen King compartilha preciosas dicas e a principal delas vai bem de encontro com o que sempre repetimos no Simples Assim: “Não existe uma boa história sem um protagonista”.

 

Nem sempre o principal personagem é uma pessoa de carne e osso. Em Graphic Cosmogony, à venda na Amazon, o Universo tornou-se o protagonista. Sua criação é o pano de fundo da narrativa criada por vários artistas que participam do livro. O resultado não poderia ser mais lúdico e inspirador.

 

Em Sarajevo na Bósnia. Enis Cisic e Zoran Herceg escolheram David Bowie.

 

No final de maio, um mural de 13 metros de altura por 10,5 metros de largura,
foi inaugurado em Sarajevo na Bósnia. Enis Cisic e Zoran Herceg escolheram David Bowie e o motivo não resume a uma era homenagem póstuma. O cantor britânico usou sua influência para chamar a atenção para a guerra e para a necessidade de suporte humanitário.

E as apresentações?

Como a Nelise sempre diz, “toda apresentação tem uma história. Se você não tem o que falar, não tem o que contar”.
Por isso, a pergunta: afinal, qual a sua história?


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Rio 2016: o design nos Jogos Olímpicos


RIO 2016: O DESIGN NOS JOGOS OLÍMPICOS.


Ontem dia 23 de Junho foi o Dia Olímpico. A data marca o aniversário de fundação do
Comitê Olímpico Internacional (COI), criado em 1894. Já parou para pensar que falta pouco mais de um mês para o Rio de Janeiro receber atletas de 206 países?

O Design, acredite, está em tudo! E não nos referimos somente às arenas ou uniformes das
delegações, mas do cerne dos Jogos Olímpicos: sua logomarca e as tão desejadas medalhas.

A premiada Tátil Design , liderada por Fred Gelli, envolveu mais de 100 pessoas na criação da logomarca. O processo contou, ainda, com um cuidadoso processo de pesquisa. O ser humano foi colocado no centro da composição, cuja imagem tridimensional remete também à união e à topografia da cidade maravilhosa – em especial, ao Pão de Açúcar.

Mais Design, Mais Inovação.

O objeto de desejo de todo atleta também foi repaginado. A Casa da Moeda caprichou no design das medalhas, que pesam cerca de 500 gramas. Folhas de Louro representam a força da natureza e os heróis da competição nas medalhas olímpicas, enquanto os guizos no interior das Paralímpicas criam uma nova possibilidade de interação e permitem diferenciar outro, prata e bronze.

As peças também têm um apelo de sustentabilidade. As medalhas de ouro são 100% livres de mercúrio e as de prata e bronze contam com 30% de material reciclado em sua composição. Garrafas PET foram utilizadas na formulação da fita das medalhas, que serão acomodadas em um estojo feito de madeira produzida em áreas com atividade ambiental sustentável e socialmente responsável.

É como a gente sempre diz: o Design está em Tudo e é Para Todos.


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

O Brandbook é bem mais que um manual de regras. Aproveite seu potencial!


O BRANDBOOK É BEM MAIS QUE UM MANUAL DE REGRAS. APROVEITE SEU POTENCIAL!


Há quem ignore sua existência; outros o consideram um Ato Institucional, que rege a aplicação do logo e inibe a criatividade. Não é nada disso!

O Brandbook tem a missão de resguardar a marca, cujo valor de mercado vale, em alguns casos, mais do que a própria empresa. Por isso, seu objetivo não se resume a simplesmente à aplicação do logo. Este documento expressa os valores, o propósito e a forma como essa companhia se comunica com os seus stakeholders. Estão definidos ali o tom de voz, o estilo fotográfico, a tipografia e a paleta de cores, por exemplo.

Receita do sucesso.

Você até pode confiar na sua intuição para fazer um bolo, mas um resultado bom é mais garantido quando você segue o livro de receitas. O mesmo se aplica ao Brandbook. “Ele é um facilitador e não um limitador. Abre caminhos e mostra até onde a marca pode ir. Uma paleta de cores previamente definida não é capaz de restringir a criatividade”, esclarece Nelise. Com a experiência de quem aplica e cria também Brandbook para clientes, listamos três dicas para tornar este “relacionamento” mais fácil:

1. Leia o Manual. O Brandbook é a ferramenta para entender como a sua marca se relaciona com o seu consumidor ou como o seu público interage com a sua marca. Está tudo ali, simplificado para você.

2. Fonte de Coerência. Não crie "confusões" na cabeça do seu consumidor. O risco é alto para quem inventa uma linguagem visual desalinhada ao universo da marca. Lembre-se: seu cliente inevitavelmente se identificará com alguém. Por que abrir espaço para a concorrência?

3. Sua Bússola. Use o brandbook para orientar criativos e fornecedores na elaboração de todo e qualquer material. Isso facilita e otimiza tempo, além de evitar "surpresas".

Ficou com alguma dúvida? Sua empresa precisa de um Brandbook? Fale com a gente!
 


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Entenda o que é Storytelling Fotográfico ou Visual.


ENTENDA O QUE É STORYTELLING FOTOGRÁFICO OU VISUAL.


Se você ainda não a conhece, Paula Zucotti é uma designer argentina que há 15 anos viaja o mundo pesquisando tendências que suportam o lançamento de produtos e serviços de diferentes marcas. Ela também lançou recentemente seu primeiro livro, 100% ancorado no Storytelling Fotográfico.

Em Everything We Touch [Tudo que Tocamos, em inglês], Paula expõe os objetos tocados durante 24 horas por 62 pessoas de diferentes culturas e países. Este é praticamente um projeto antropológico, uma vez que perpetua características da nossa civilização.


Entenda Mais

O Storytelling Fotográfico ou Visual tem como função capturar uma história por meio de uma foto. Cada registro feito por Paula revela o ambiente, o comportamento e os gostos de cada pessoa. “Note que, fotografado como um moodboard, o projeto permite recriar cada história e "deduzir" como foi o dia daquela pessoa”, destaca Nelise. A líder da Salamarela reforça que a técnica também pode ser aplicada em apresentações. “A regra é a mesma: sem história, sem emoção, nenhuma apresentação, livro ou projeto faz sentido”.

Everything We Touch está disponível na Amazon. #ficadica


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Listamos 5 Dicas de Media Training para você.


LISTAMOS 5 DICAS DE MEDIA TRAINING PARA VOCÊ.


Certamente você já ouviu falar nesse treinamento. De alto executivos a jogadores de futebol, ele é indicado a todos aqueles que querem construir um relacionamento ético e sólido com a imprensa. É recomendado também para quem não quer passar vergonha e se ver em um episódio do Porta dos Fundos.

O Media Training descontrói a célebre frase de Lacan, que diz que “Você pode saber o que disse, mas nunca o que o outro escutou”. É a sua reputação, a sua marca, o seu produto que está em jogo, logo é preciso ser claro, objetivo e relevante para garantir uma boa reportagem.

Entre teoria e exercícios práticos, esses treinamentos ensinam:

  • Assim como uma em uma apresentação, você precisa conhecer o público-alvo. Neste caso, quem é o jornalista, que matérias ele assinou nos últimos meses, qual o tom delas e o que o veículo dele entende como noticia.
  • Feita a lição de casa, Milton Jung, âncora da CBN e autor do livro Comunicar para Liderar, recomenda a Sequência de Motivada de [Alan H.] Monroe para ajudá-lo na definição da mensagem. Para o especialista, é importante refletir sobre como chamar a atenção desse público, por que ele precisa de você ou do seu produto, como satisfazer a necessidade dele, como fazê-lo enxergar os benefícios e qual o passo de ação.

  • Ajustar sua mensagem para o que é relevante para o jornalista é fundamental para passar confiança e para conduzir a entrevista. “O repórter fará isso, se você não o fizer. Ele sai da redação com um objetivo e quer voltar com um resultado”, explica Regina Villela, em “Quem tem medo da imprensa”.

  • Não se esqueça da linguagem corporal. Repare como os âncoras da TV se posicionam em frente às câmeras. Mesmo longe delas, demonstrar confiança é fundamental. Evite braços cruzados, relaxe os ombros e mantenha os olhos no interlocutor.

  • Lembre-se que o jornalista não tem interesse no que é melhor para você, mas no que atende as necessidades e desejos do leitor, ouvinte ou telespectador dele. Em geral, merece uma entrevista individual ou coletiva o assunto que mobiliza as atenções e têm impacto sobre a vida da população.

Conhece o portfólio de treinamentos da Salamarela? Fale conosco.


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Revelamos o briefing perfeito para uma apresentação matadora!


REVELAMOS O BRIEFING PERFEITO PARA UMA APRESENTAÇÃO MATADORA! 


A frase acima foi dita pelo arquiteto chileno durante uma apresentação em um TED. Ele tinha em mãos o desafio de construir casas para 100 famílias. A solução passava por entender problemas de escala, velocidade e escassez. Não são esses também os desafios de uma apresentação?

Trabalhamos com limitações de tempo, espaço, informação e até conhecimento técnico. No ritmo acelerado dos negócios, acionamos o automático e deixamos de aproveitar o que Aravena chama de capacidade humana. Quando ouvimos e envolvemos o cliente, e entendemos seus propósito e necessidades e tiramos mais proveito do Design.  É por isso que o briefing é uma etapa tão importante.

A Nelise coloca isso de uma forma bem simples: “É como escolher uma roupa antes de sair - se você vai para o cliente, se vai jantar com o namorado ou correr no parque, cada ocasião exige um look e uma atitude diferente. É preciso entender o contexto antes de investir na produção”.

QUER MAIS DICAS?

1 - Não caia de paraquedas! Entenda com que você vai falar e o que você vai vender.

2 - Alongue-se! Antes de ir para o computador, estruture-se: escreva a sua história, desenhe a reação que quer causar.

3 - Inpire-se! Busque imagens que criem conexão, escolha uma tipografia e selecione cores que ajudem a narrar a sua história.

O que Arajena chama de poder de síntese do Design é o que chamamos de poder transformador: ao colocar no núcleo mais íntimo da arquitetura ou de uma apresentação a força da vida, nós encantamos, conectamos e mudamos existências.


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

E se você fosse convidado para o TEDxSãoPaulo?


E SE VOCÊ FOSSE CONVIDADO PARA OTEDxSãoPaulo?


O que você sentiria se tivesse que subir ao palco montado no Allianz Parque para palestrar ao lado de nomes como Bel Pesce, Clóvis de Barros Filho e Bruno Kioshi? Euforia ou Pânico? Se você tem medo de falar em público, seus problemas estão com os dias contados. Chris Anderson, presidente e curador-chefe do TED, decidiu ampliar seu legado e deixar um manual para quem quer se comunicar com eficiência e/ou mudar o mundo com suas ideias.

O que você sentiria se tivesse que subir ao palco montado no Allianz Parque para palestrar ao lado de nomes como Bel Pesce, Clóvis de Barros Filho e Bruno Kioshi? Euforia ou Pânico?

Se você tem medo de falar em público, seus problemas estão com os dias contados. Chris Anderson, presidente e curador-chefe do TED, decidiu ampliar seu legado e deixar um manual para quem quer se comunicar com eficiência e/ou mudar o mundo com suas ideias.


Essa é a proposta do livro TED Talks – O Guia Oficial do TED para falar em público, que se apoia nas três décadas de experiência da organização. “Numa época em que as ideias certas, apresentadas de forma certa, podem correr o mundo na velocidade da luz, gerando cópias de si mesmas em milhões de mentes, é extremamente útil criar os melhores meios de disseminá-las, tanto para você, um possível palestrante, quanto para nós, que precisamos saber o que você tem a dizer”, explica Anderson, no prólogo.

O Segredo.

O presidente do TED desmistifica a ideia de que há uma fórmula infalível para criar palestras de alto nível. Em 21 capítulos, ele oferece um conjunto de ferramentas que devem ser utilizadas de acordo com a conveniência do speaker e da audiência. Utiliza seu acervo valioso e acessível para discorrer sobre roteirização, recursos visuais, figurino e relevância, por exemplo. Entre tantas dicas, Anderson alerta: “Suas únicas obrigações reais ao dar uma palestra são ter algo de importante a comunicar e se mostrar autêntico à sua maneira”.

Junto com o livro, o TED também colocou no ar um vídeo de Chris Anderson, no qual compartilha quatro dicas:
1. Limite a sua apresentação a apenas uma boa ideia.
2. Dê à sua audiência motivos para se importar
3. Apresente sua ideia a partir do foco do cliente.
4. Faça com que valha a pena compartilhar a sua ideia.
 

Qualquer semelhança com o trabalho da Salamarela não é mera coincidência. ;)

Em São Paulo.

O TEDx acontece desde 2009 e consiste em reproduções autorizadas da experiência ao estilo TED. Estima-se que ocorram mais 2500 eventos por ano em 150 partes do mundo. São Paulo é uma delas. O nosso TEDx acontece na próxima segunda-feira, dia 06, das 10h30 às 20h. Mais informações e ingressos aqui.


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Entenda para que servem os ícones nas apresentações.


ENTENDA PARA QUE SERVEM OS ÍCONES NAS APRESENTAÇÕES.


Você mataria qualquer fashionista do coração se dissesse que um acessório é um detalhe bonitinho em um look. O mesmo vale para a aplicação de um ícone em um slide. O acessório na moda e o ícone na apresentação não são supérfluos em uma composição. Eles têm uma função bem clara: ajudá-lo a contar a sua história.

Como?

Ora, imagine que você precisa mostrar em uma apresentação os desafios de mobilidade em uma determinada cidade, onde a população e os visitantes podem se deslocar por avião, trem, ônibus, carro e bicicleta.

Você pode contar essa história de diversas maneiras e utilizando diferentes ferramentas, de acordo com a sua audiência e o seu objetivo. Você pode criar tabelas, gráficos, infográficos, timelines e ícones. Esses últimos orientam o olhar e facilitam a compreensão ao apresentar a informação de forma lúdica e rápida.

Quer outro exemplo?

No dia a dia, nós abusamos dos Emojis para expressar nossos sentimentos e reações em uma conversa no WhatsApp. No tom correto, esses ícones também podem ser utilizados em outros campos. Lembra da campanha de Emojis do Itau? Eles foram utilizados com um propósito. Ao Clube da Criação, Nizan Guanaes, sócio fundador do Grupo ABC, informou que a campanha era dar mais um “passo para aproximar e humanizar o banco”. Os emoticons foram escolhidos porque “são perfeitos para inserir o Itaú nessa nova conversa que hoje é a cara do meio digital”.

Você precisa ter em mente:

1. Não perca relevância - O ícone precisa estar associado a sua história para tornar a apresentação mais persuasiva e assertiva. Separamos alguns exemplos de aplicação no Pinterest para você.

2. Bom senso é a principal regra - Menos é mais também aqui! Se o ícone não é um adereço de carnaval, não deve ser utilizado em abundância.

3. Acessibilidade - Você não precisa se descabelar para criar o seu! É possível fazer download de ícones bem bacanas na internet. Recomendamos dois: o Entypo, que oferece 250 opções, e o Flat Icon, que disponibiliza ícones com fundo transparente. É possível também permite selecionar a cor mais adequada para a sua composição.

É muita responsabilidade e muito amor!


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email . Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

5 Filmes do Netflix para ativar a sua criatividade e ampliar seu repertório.


5 FILMES DO NETFLIX PARA ATIVAR A SUA CRIATIVIDADE E AMPLIAR SEU REPERTÓRIO. 


A Nelise gosta muito de uma frase do Alex Osborn, que diz que todo mundo tem potencial para ser criativo. Ela sempre reforça que é possível estimular e explorar a criatividade por meio de diversos métodos, processos e muito treino. Uma das formas mais prazerosas é a de ampliar o repertório assistindo filmes.

A equipe de criativos da Salamarela foi convocada para listar 5 filmes ou documentários que você não pode perder:

1. Jobs

Escolha óbvia, nós sabemos. Por isso, mesmo não pode faltar. Stevie Jobs soube traduzir como ninguém a diferença que o Design pode fazer não só para uma empresa, mas principalmente para a vida das pessoas. Esse não é o filme que concorreu ao Oscar, mas ajuda a entender melhor como a cabeça desse gênio funcionava.

2. Os Excêntricos Tenenbaums

Excêntrico e divertido como todo filme do Wes Anderson. Aproveite e repare na paleta de cores composta para o filme. No Cutedrop visualiza o contraste criado em cada obra do diretor.

3. Advanced Style

Esse documentário foi criado a partir de um blog com o mesmo nome. Inspirado na sua avó, Ari Seth Cohen começou a retratar mulheres com mais de 60 anos. Além de mudar a sua visão sobre envelhecimento, a obra ensina sobre como você pode usar a moda e criar um estilo para contar a sua história.

4. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

O preferido da Nelise! Repare na fotografia, na utilização de cores e até nas roupas e acessórios. O Design, explorado em cada detalhe, cria uma experiência que vai além das telas: as locações viraram pontos turísticos em Paris e até uma linha de roupas, bolsas e sapatos foi criada inspirada na personagem. Quer mais? Repare como a protagonista utiliza o anão de jardim como um ícone da sua história.

5. Um Conto Chinês

Nós somos fãs do argentino Ricard Darín, mas essa escolha baseia-se na belíssima direção e fotografia do filme. Repare também na construção da jornada do herói, a partir de uma série de incidentes incitantes.

Não foi uma tarefa fácil selecionar apenas cinco filmes. Já pensamos em mais. O que você achou? Compartilhe conosco suas visões e escolhas!


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Uma apresentação não tem 1001 utilidades


UMA APRESENTAÇÃO
NÃO TEM 1001 UTILIDADES.


Uma apresentação não é palha de aço! Ela não pode nem deve ser aproveitada em toda equalquer situação. Listamos três motivos:

1. Toda apresentação conta uma história e tem um objetivo específico. O fim e os argumentos de uma apresentação institucional são diferentes de uma comercial ou de planejamento, por exemplo.

2. A vida é um eterno pitch! Você não pode desperdiçar oportunidades! É exatamente isso que acontece quando você utiliza o mesmo material para várias situações. O conteúdo torna-se estático, sem personalidade e sem criatividade.

3. Na construção de uma apresentação, há dois fatores fundamentais para o sucesso: o apresentador e a audiência. De um lado, é preciso levar em consideração o conhecimento e a desenvoltura do speaker em público; de outro, o perfil do público e o ambiente. Exemplo: um Powerpoint construído somente de imagens é recomendável para profissionais que dominam completamente aquela determinada história. Este conteúdo não deve ser enviado por e-mail, uma vez que a sua compreensão torna-se quase impossível para o interlocutor.

 

Não está fácil para ninguém!

Nós sabemos que é preciso otimizar recursos (inclusive, tempo!). Uma apresentação não tem mil e uma utilidades, mas as composições podem ser reaproveitadas.

A dica da Salamarela é:

  • Ao trocar a fonte, as fotos e a paleta de cores, você renova sua apresentação.
  • Pense no seu público-alvo e no ambiente antes de desenhar a sua história.

Ficou com alguma dúvida?
Compartilhe seu desafio com a gente!


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se
preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Instagram e a sua polêmica identidade visual.


Instagram e a sua polêmica identidade visual.


Se você utiliza essa rede social, deve ter estranhado o novo logo do Instagram na semana passada. A empresa abriu mão daquela câmera fotográfica vintage por um design mais colorido e minimalista. A mudança causou muito burburinho nas redes sociais – no Brasil e no exterior.

Você sabia que:

1. O ícone anterior foi criado pelo designer Cole Rise e a renovação foi liderada por Robert Padbury, que também conduziu o processo do Ubber. De acordo com o Mashable, Rise não só aprovou como também fez elogios ao sucessor.

2. A mudança teve como objetivo valorizar as fotos e vídeos publicados pelos usuários. De acordo com o The Wall Street Journal, Ian Spalter, líder de Design no Instagram, explicou que foram eliminadas as cores e os ruídos das interfaces para que o conteúdo gerado pelas pessoas se sobressaia.

3. As redes sociais enlouqueceram e, claro, memes impagáveis surgiram. A Veja  compilou alguns.

4. Especialistas em branding e design também compartilharam suas opiniões. Para o editor criativo da AdWeek, a imagem será facilmente esquecida e se perderá entre os demais ícones do smartphone. Embora prefira o logo anterior, Armin Vit, do blog Brand New, destacou a paleta de cores da nova identidade visual. Ambos falaram ao WSJ

5. Outra justificativa dada por Spalter, segundo a Fast Company , é que o novo ícone se assemelha mais às câmeras que as pessoas usam atualmente. Ele revelou que o processo de criação levou meses e foi seguido de uma temporada de pesquisa qualitativa para testar a reação e percepção do público.

Você gostou?
Compartilhe sua opinião com a gente!


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email . Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Nós precisamos falar de Cores.


Nós precisamos falar de Cores.


Esse é um detalhe subestimado pela maioria das pessoas e que pode fazer a diferença na sua apresentação e até no seu negócio. Poucas empresas valorizam esse item. A Disney é uma
delas e faz desse detalhe o ponto de partida do seu processo de planejamento.

No best-seller “Nos bastidores da Disney”, Tom Connellan conta que, antes de construir qualquer coisa, eles planejam as cores. “John Hench prepara todas as cores. Ele foi um dos novos artistas originais. Está hoje com mais de 80 anos, mas é quem cuida das cores para todos os locais: Paris, Tóquio, Epcot. É ele quem define as cores de cada hotel. Ele chega a definir as cores para as calçadas levando em conta detalhes como o ângulo de incidência dos raios solares em diferentes épocas do ano. Ele projetou a iluminação noturna da grande esfera do Epcot para montar a tonalidade púrpura adequada. A atenção aos detalhes permeia tudo.

Em uma apresentação não é diferente.

A Nelise sempre diz que a cor é um dos elementos mais importantes de uma composição. Ao adicionar mais ou menos contraste, você destaca informações e desperta sensações. O ideal é criar uma paleta e usar até três cores nos slides.

Outras dicas são:

1. Avalie o contexto da sua história. Se a sua apresentação é mais sóbria, prefira cores com menos contraste. Se é mais dinâmica, abuse do contraste.

2. Use sempre três cores: uma para texto corrido, duas para criar o contraste.

3. Estude. Não subestime o significado das cores. Para ajudar, criamos um painel no Pinterest com diferentes composições e explicações.

4. Inspire-se nos filmes. Eles também têm uma paleta de cores e brincam bastante com o contraste para criar situações e incitar emoções em você.

Não perca o post da próxima quinta!

Está convencido de que o cuidado na escolha das cores não é exagero? Por que você acha que a Disney investiria nisso? Se precisa ainda de mais um argumento, recorremos a Connellan: " Se vocês soubessem que uma atenção maior a alguns detalhes aumentaria a fidelidade dos clientes, como aplicariam esse programa em sua empresa?”. :)


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Nova turma do Simples Assim na House of Learning.


Nova turma do Simples Assim
na House of Learning.


A Salamarela reforça a parceria com a House of Learning, em Pinheiros, e anuncia uma nova turma do Simples Assim em junho. No curso, o participante aprende e aplica conceitos e técnicas de Design e Storytelling para produzir apresentações impactantes. Além de certificado, o aluno também ganha um e-Book exclusivo.

Esta é a segunda turma da Salamarela na House of Learning. A primeira aconteceu em abril e reuniu uma turma interessada em tornar o PowerPoint seu aliado para mobilizar, influenciar e engajar a audiência.

É Simples Assim!

Neste curso, o participante aprende:

:: Quais os 8 elementos que tornam uma apresentação impactante e harmônica.
:: O que é Storytelling e como essa técnica utilizada em Hollywood pode ajudar a transformar suas apresentações.

Na carga horária de 12 horas também estão inclusas atividades práticas, sob o olhar atento da
Professora e Fundadora da Salamarela, Nelise Cardoso. “Com os exercícios práticos, o Simples
Assim ajuda o aluno a desenvolver seu olhar estético e seu potencial criativo”.

NOVIDADE!

Atendendo a pedidos, criamos uma política de descontos para empresas. Grupos de amigos também não são deixados de lado. Afinal, nós valorizamos as amizades! Faça a inscrição com um amigo e ganhe 10% de desconto.

O curso acontece entre 14 e 17 de Junho, das 19h30 às 22h30. Para obter mais informações
ou se inscrever, clique aqui.

A House of Learning fica na Rua Doutor Virgílio de Carvalho Pinto 69 - Pinheiros, em São Paulo.


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

Apresentações: Fuja das imagens óbvias


Apresentações: Fuja das imagens óbvias.


Enquanto se preparava para uma apresentação, a Thais ofendeu-se com o comentário do namorado, diretor de arte de uma agência:

— Não aguento PowerPoint com imagem de tiro ao alvo para representar meta.

A Thais não teve coragem de contestá-lo e trouxe a questão para nós:

— Não é o certo? Não facilita a compreensão da audiência?

Facilita. A compreensão é automática, instantânea. A pergunta é: qual é a graça? Você gosta de ver mil vezes um filme que não é o seu preferido?

Esse é o conceito. Assim como os filmes, uma apresentação óbvia não garante o envolvimento da audiência e a comunicação eficiente da sua mensagem. A fotografia é uma ferramenta poderosa, que não pode ser desperdiçada.

Listamos três dicas para situações como essa:

1. REFLITA: Que mensagem você quer transmitir? Esse é o primeiro passo para criar uma narrativa visual, que não necessariamente inclui a inserção de uma imagem. Você pode optar, por exemplo, por uma arte que torne mais clara a relação Metas > Resultados > Venda.

2. INSPIRE: Feita a escolha pela fotografia, lembre-se que ela não precisa ser literal. Abuse de metáforas e analogias. Essa é a magia do cinema. O lúdico facilita o entendimento.

3. OUSE: Os bancos de imagens são muito práticos, mas perde-se muito da naturalidade e da personalidade na produção. Uma boa alternativa é navegar por banco de fotógrafos, como o Flickr. As imagens, além de criativas, são mais espontâneas.

Um lembrete: É fundamental checar a licença das fotos.
A inscrição Creative Commons, simbolizada como CC, indica que o uso está liberado.

 


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas.
Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente.

Criamos um GIFT para o Dia das Mães.


Criamos um GIFT para o Dia das Mães.


Está sem grana nesse Dia das Mães?
Está sem tempo para comprar um presente?
Sua mãe está longe?
Acha a data muito comercial?
Gosta de design?

 

Se você respondeu SIM a qualquer uma dessas perguntas, esse post é para você.
Na Salamarela, nós acreditamos que o Design é para Todos. Design é experiência. Por isso, criamos gravuras para você expressar todo seu amor por ela.

São 5 imagens para você:

- baixar e postar nas suas redes sociais, taggeando a sua mãe.
- imprimir e enviar pelo Correio. Imagine a surpresa!

Neste caso, nossa dica é: escolha um papel couchê 250g e dê preferência, se puder, a uma gráfica digital.

Falta uma semana. Portanto, corre que ainda dá tempo!


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!

O MMA das Apresentações: Tabela e Templates Vs Criatividade.


O MMA DAS APRESENTAÇÕES:
TABELA E TEMPLATES VS CRIATIVIDADE


Gabriel trabalha no mercado financeiro e trouxe para a nossa Sala de Aula um problema muito comum:

- Como posso ser criativo quando preciso usar o slide padrão da empresa e ainda lidar com organograma e tabelas?

Não era exagero do Gabriel. Ele tinha um triplo desafio nas mãos. Por sorte, a resposta era mais simples do que ele imaginava. O nó é desatado com uma única pergunta: Quem é a sua audiência?

Quando pisar no octógono, você quer a torcida a seu favor, certo? Então, tenha na ponta da língua o perfil e o que importa para o seu público. Esse é o ponto de partida da sua história e o que a linha-mestre para qualquer apresentação ou slide.

Outras dicas são:

1. DE OLHO NA BALANÇA.
Elimine informações redundantes. Você não tem tempo a perder nessa luta.

2. DIETA RESTRITA.
Eliminada às gordurinhas, chegou a hora de avaliar as proteínas e carboidratos. Que informações podem ser condensadas sem alterar o conteúdo? Ao simplificar e fundir informações, você facilita o entendimento.

3. EMOÇÃO.
Nesse MMA é o contraste quem instiga o público. Reflita: quais são as informações mais importantes? Ao criar hierarquia, por meio de cores e fontes, você direciona o olhar da audiência. Coloque ênfase no que é mais importante para você.

4. PATROCIONADOR.
Para criar o contraste, use a tipografia e a cor da sua empresa. Você veste a camisa e o slide ganha movimento.

O Gabriel gostou do extreme make-over que produzimos para ele. Confira o antes e o depois.

As informações deste exemplo são uma analogia a um caso real. Todos os dados são meramente ilustrativos.

As informações deste exemplo são uma analogia a um caso real. Todos os dados são meramente ilustrativos.


Acompanhe as histórias e dicas da Salamarela, duas vezes por semana, no blog Boas Novas. Se preferir, receba nosso conteúdo no seu email. Tem dúvida? Precisa de ajuda? Escreva para a gente!