O Design é um incrível recurso para dar força ao seu Storytelling.

Captura de Tela 2018-04-16 às 10.06.47 PM.png

 

O Design é um incrível recurso para dar força ao seu Storytelling.

Tem muita gente que pensa: “vou fazer uma apresentaçãozinha bacana, cheia de efeitos do PPT e show, pontos na conta com o meu chefe ou cliente.”

Pode até ser que isto aconteça, que você nem tenha de pensar no tipo de conteúdo que vai produzir, escreva de qualquer jeito, dê uma boa maquiada no PPT e pronto, tudo pode dar certo. O que depende muito também do nível crítico e de atenção da sua plateia. Se for baixo, sim, o plano aqui pode até ser bem sucedido. Mas garanto que não ficar por muito tempo na memória de ninguém.

Fique atento, tudo até pode dar certo. Não significa que vai dar certo. Porque uma apresentação onde Roteiro e Design não andam juntos, não conecta, não engaja, não convence.

O Design existe para levantar a moral do seu conteúdo, ajudar você a contar bem a sua história, humanizar suas ideias e trazer uma narrativa visual interessante para aquilo que apresenta. Sozinho, um bom design não garante que vá salvar a falta de argumentação e roteirização da sua apresentação. O contrário vale da mesma forma: um bom conteúdo não salva um Design mal construído.

 

O Design é um incrível recurso para dar força ao seu Storytelling.

Assim como quando nos vestimos para uma festa. É para valorizar o conteúdo que oferecemos, nos colocarmos à vista de quem nos interessa, nos apresentarmos bem. É desse jeito que a gente chama a atenção das pessoas. Muito embora a aparência não seja tudo, faz toda a diferença no jogo da sedução social, profissional e pessoal.

Com uma boa apresentação corporativa funciona do mesmo jeito: você primeiro cria o conteúdo, planeja e escreve o que quer transmitir e depois escolhe a melhor “roupa” para que todos olhem para você, sejam impactados e sobretudo transformados pela sua comunicação.

Aí, você diz: “mas eu não sou Designer, como vou conseguir deixar meu PPT assim bonitão, clean e vendedor no visual?”


Ninguém espera que você vire o(a) mestre do Design da noite para o dia, porque isso leva muito tempo, estudo e prática, mas você pode sim acrescentar ao seu dia-a-dia um olhar mais atento às potencialidades do Design e fazer dele um excelente aliado à suas apresentações, adotando algumas noções básicas de alinhamento, tipologia, uso de cores, fotos, formas, contrastes e outros recursos.
 

Abra o seu olhar para tudo o que está à sua volta.

Repare em anúncios e matérias de revista, jornais, internet, infográficos da mídia em geral, repare nas cores, preste atenção como um formato ou foto destaca uma ideia. Ou como um gráfico pode ser dito de maneiras bem mais simples. Assista a filmes, peças de teatro, repare nos figurinos, letreiros do cartaz do espetáculo. Enfim, tudo se comunica pelo Design.

O Design está em tudo e em cada um de nós. Para dominá-lo, deixe primeiro ele entrar na sua vida. Depois, você vai ver que estará usando e abusando da estética e do bom gosto nas suas apresentações. Como no dia que você aprendeu a andar de bicicleta e até hoje não sabe dizer de que jeito isso aconteceu.

Por Cintya A Nunes
Colaboradora da Salamarela, redatora publicitária, produtora de conteúdo, storyteller ou, se preferir, contadora de histórias corporativas com finais felizes.

Cintya A. Nunes

Graduada em Comunicação com habilitação em Publicidade
e Propaganda pela ECA-USP.
Redatora Publicitária & Produtora de Conteúdo. 20 anos de experiência na área, trabalhando em agências dos mais variados perfis, sempre produzindo conteúdo, criando conceitos e colaborando com marcas e empresas a se comunicarem de forma eficiente com o seu público.
Clientes atendidos: Banco Itaú, Santander, Havaianas, Volkswagen, GM, BRF, Natura, O Boticário e muitos outros.